O que é e como funciona o Express Entry System – Imigração permanente para o Canadá 6


O que é o Express Entry System?

O Express Entry é o sistema do governo canadense desenhado para trazer trabalhadores qualificados ao país. É um sistema completamente eletrônico que envolve os governos federal e provincial e também os empregadores canadenses. O Express Entry é utilizado para gerenciar as aplicações de residência permanente dos programas:

  • Federal Skilled Worker Program – Para profissionais qualificados. Os aplicantes geralmente precisam de um diploma de bacharelado para essas funções. Exemplos: médicos, dentistas, arquitetos.
  • Federal Skilled Trades Program – Para pessoas que querem se tornar residentes permanentes por serem qualificadas em uma profissão técnica ou especializada. Geralmente exigindo um diploma de tecnólogo ou técnico com experiência formal de trabalho como aprendiz nessas profissões. Exemplos: cozinheiros, eletricistas, encanadores.
  • Canadian Experience Class – Para profissionais com experiência em trabalho qualificado no Canadá e que adquiriram essa experiência legalmente no Canadá.
  • Provincial Nominee Program – A maioria das províncias e territórios do Canadá pode convidar candidatos pelos programas de imigração provincial. Esses candidatos devem ter a educação e experiências desejadas pela províncias e deverão viver na província pela qual foram convidados.

Antes de aplicar é importante chegar a elegibilidade mínima de cada programa e entender o sistema de pontos.

Como funciona o Express Entry System?

O primeiro passo:

  • Os candidatos em potencial devem criar o perfil online no Express Entry, fornecendo informações sobre qualificações, experiência profissional, proficiência nas línguas oficiais do Canadá (inglês e francês), educação e outros detalhes como informações de familiares e histórico no Canadá. Antes de criar o perfil é importante ter toda a documentação mínima necessária conforme o passo a passo disponível aqui no site.
  • Aqueles que atendem aos critérios mínimos de qualificação para um dos programas acima, serão aceitos no banco de candidatos.
  • Todos aqueles que não tiverem uma oferta de emprego ou uma nomeação de província, devem-se cadastrar no banco de empregos nacional, o Job Bank.

Fonte: CIC

O segundo passo:

  • Os candidatos recebem pontos utilizando informações do perfil do Express Entry e são classificados pelo sistema de pontuação chamado de CRS – Comprehensive Ranking System.
  • O CRS acumula até 1200 pontos, sendo 600 por qualificação, experiência profissional, proficiência nas línguas oficiais do Canadá (Inglês ou Francês), educação e demais fatores. Após a criação do perfil online todos os candidatos receberão pontos conforme os 4 blocos explicados abaixo:
    1. Skills and experience factors
    2. Spouse or common-law partner factors
    3. Skills transferability
    4. Additional points for those with a nomination from a province or territory or a valid job offer
1. Principal / Capital humano
Fatores Pontuação máxima – com cônjuge
Pontuação máxima – sem cônjuge
Idade 100 110
Nível de educação 140 150
Proficiência nas línguas oficiais 150 160
Experiência de trabalho no Canadá 70 80
2. Cônjuge ou parceiro com união estável
Fatores Pontos
(Máximo 40 pontos)
Nível de educação 10
Proficiência nas línguas oficiais 20
Experiência de trabalho no Canadá 10

Bloco 1 + Bloco 2 = Máximo 500 pontos (com ou sem cônjuge)

3. Qualificações transferíveis (Máximo 100 pontos)
Educação Pontos
(Máximo 50 pontos)
Alta proficiência nas línguas oficiais (CLB 7 ou superior) e um diploma de tecnólogo ou superior 50
Experiência de trabalho no Canadá e um diploma de tecnólogo ou superior 50
Experiência internacional de trabalho
Pontos
(Máximo 50 pontos)
Alta proficiência nas línguas oficiais (CLB 7 ou superior) e experiência internacional de trabalho qualificado 50
Experiência de trabalho no Canadá e experiência internacional de trabalho qualificado 50
Certificado de qualificação (para pessoas em funções de “trade”) Pontos
(Máximo 50 pontos)
Alta proficiência nas línguas oficiais (CLB 7 ou superior) e Certificado de qualificação 50

Bloco 1 + Bloco 2 + Bloco 3 = Máximo 600 pontos

4. Pontos adicionais (Máximo 600 pontos)
Fator Pontos
Oferta de emprego (obrigatório ter o LMIA –  Labour Market Impact Assessment) 600
Nomeação provincial 600

Bloco 1 + Bloco 2 + Bloco 3 + Bloco 4 = Total geral (Máximo 1.200 pontos)

Importante: A pontuação do Express Entry mudou no final de novembro de 2016 e vai mudar novamente em julho de 2017. Maiores informações estão disponíveis aqui.

Quantos convites ocorrem por ano?

O plano do Canadá é trazer 260mil residentes permanentes em 2015 e 2016. Cerca de 60% desse valor é para imigrantes qualificados e o restante é reservado para reagrupamento familiar e categorias humanitárias, incluindo refugiados. Isso para todos os programas e não apenas o Express Entry, mas fica claro que o Express Entry é o principal de todos os programas existentes para imigrantes qualificados.

O relatório final de 2015 ainda não foi divulgado, mas até a metade de 2015 os números do Express Entry são os mostrados abaixo. Na prática, em 2015, o Canadá não atingiu o objetivo planejado, mas observa-se que o número de convites vem aumentando com a rodadas. A minha opinião é que eles estão mais confortáveis agora, com o sistema testado e com dados históricos suficientes para planejar os recursos necessários para os próximos convites.

 
Perfis de Express Entry submetidos no Express Entry Pool (posição de 6 de Julho de 2015)
Perfis submetidos
112,701
Não elegíveis 48,723
Pendente (Ex.: Registro no Job Bank, Validarão da província) 4,302
Desistiram/Removeram os perfis 6,441
Convidados 12,017
Candidatos ativos no pool
41,218

O relatório completo do Express Entry da metade de 2015 pode ser encontrado aqui.

Quantos pontos são necessários?

Periodicamente o governo gera uma nova rodada de convites e os candidatos do banco com maior pontuação, recebem um convite para aplicar (“ITA – Invitation to Apply“) para residência permanente. Após o convite o candidato tem no máximo 60 dias para enviar toda a documentação comprovando que todas as informações fornecidas são verdadeiras, por isso é importe ter toda a documentação pronta no momento da criação do perfil online do Express Entry.

Foram 22 rodadas de convites em 2015 e a média mínima anual ficou em 542 pontos, isso considerando as 4 primeiras rodadas que continham muitas pessoas com oferta de emprego e nomeação provincial. Refazendo a média desconsiderando estas 4 primeiras rodadas a média mínima fica em 482 pontos. Atualmente, pessoas com pontuação inferior à 450 tem poucas chances. O histórico das rodadas pode ser encontrado aqui.

Eu não tempo os pontos necessários, qual a alternativa mais rápida?

Caso o governo continue aumentando o número de convites, pode ser que a média mínima caia um pouco, mas o recomendado para quem quer mesmo emigrar é tomar ações que aumentem a pontuação e não ficar contando com a sorte para que a média mínima caia.

Melhorar o nível da língua estrangeira ou aprender a segunda língua oficial do Canadá, melhorar o nível de educação fazendo mais um curso superior, iniciar ou aumentar a experiência no Canadá indo para o país com um visto de residência temporária são algumas das opções. Seja qual for o seu caso, aumentar a pontuação não será rápido ou fácil, a menos que se consiga uma oferta válida de emprego ou uma nomeação provincial que soma 600 pontos e automaticamente coloca o candidato na próxima rodada de convites para aplicar para residência permanente.

Emigrar exige tempo, paciência, esforço, perseverança e dinheiro. Quem realmente busca uma melhor qualidade de vida e está disposto a emigrar para alcançar os seus sonhos, deve estar ciente e disposto a investir no planejamento e execução do seu plano de emigração.

A nossa decisão

A nossa situação atual aqui no Canadá ilustra bem como é difícil conseguir a pontuação necessária para o Express Entry nos padrões atuais. Somos um casal com formação nas áreas em demanda (um engenheiro eletricista e uma mestre em engenharia de software), com experiência profissional, alto nível de inglês e numa faixa de idade que ainda contribui com pontos. Mesmo assim não conseguimos a pontuação para um convite. Analisando o sistema percebemos que o grande diferencial, e no qual não pontuamos, foi experiência no Canadá. Esse fator pode contribuir com 25 ou 50 pontos no perfil, mas depende de uma combinação de fatores para ser calculado.

Já vínhamos nos preparando há muito tempo para emigrar, então nosso plano foi vir para o Canadá com visto de estudo de dois anos, em que o cônjuge ganha visto de trabalho (Open Work Permit). Já estamos contando o tempo para chegar na pontuação necessária, o que atingiremos após um ano de estadia.  Ao mesmo tempo há a possibilidade de aplicar para vagas qualificadas e conseguir uma oferta de trabalho válida para o programa, aplicar para o programa provincial (no caso NB) ou, em último caso, se formar no Canadá e renovar o visto com direito a trabalhar na área do curso.

O investimento é alto mas é plenamente recompensado pela qualidade de vida que se encontra por aqui. Chegamos no Canadá preparados para busca de empregos e já estamos trabalhando e vivendo numa realidade muito diferente da do Brasil, em que mesmo num emprego simples consegue-se viver bem e a médio prazo é possível recuperar o que foi gasto com o processo de visto e matrícula na faculdade.

Deixe um comentário

6 Comentários em "O que é e como funciona o Express Entry System – Imigração permanente para o Canadá"

Notificar
avatar
Marcelle
Visitante

Excelente post, facil leitura e bem resumido. Parabens!

fatima
Visitante

porque decidiu por NB? Fico com receio de escolher provincias pequenas devido a dificuldade em arrumar emprego. qual sua impressão?

Daniel
Editor

Oi Fátima,
Nós escolhemos NB pelo baixo custo, já que a opção foi vir como estudante e o college aqui custa quase metade do preço de outras províncias, e pela possibilidade de ficar como residente permanente através do programa provincial. Agora a gente já entende que empregos na área de TI em Moncton realmente não tem tanto, em NB o melhor seria Fredericton. E aqui da região de Maritimes onde tem mais oportunidade mesmo é Halifax, sem comparação.
Abraço

Franco Garibaldi
Visitante

Mais oportunidades em relação à área de TI ou em geral, Daniel (sobre a diferença entre ND e Halifax/NS)?

Daniel
Editor

Olá Franco, não há como negar que em termos de empregos em qualquer área qualificada, Nova Scotia leva muita vantagem.
Eles também tem seu programa de imigração (não sei se está aberto no momento), mas é uma opção.
E o NSCC (college, que é um pouco mais caro que NBCC), que pode ser usado no esquema de vir como estudante.
Como pensar em ganhar bastante dinheiro inicialmente é complicado (e não tem como garantir que vá acontecer), optamos pelo menor custo inicial(esse dá pra planejar), que era NB.
Abraço.

wpDiscuz