A Cidade de Perpignan


Como viajamos já na chegada para Carcassonne, Font-Romeu e Gruissan, foi a partir do quarto dia que começamos a conhecer de fato o centro de Perpignan. Até então nunca tínhamos ouvido falar nessa cidade, mas nos surpreendemos pela beleza, a infraestrutura e a qualidade de vida do local.

A cidade fica localizada no sul, próximo à fronteira com a Espanha, no departamento de “Pyrénées-Orientales”, que por sua vez fica dentro da região de “Languedoc-Roussilon”. Com cerca de 100 mil habitantes, a cidade é pequena e tranquila, porém possui toda a estrutura de cidade grande e moderna. Além das diversas lojas e supermercados, para nossa felicidade, encontramos inclusive lojas especializadas em produtos orgânicos.

Canal La Bassa no Centro de Perpignan

Canal La Bassa no Centro de Perpignan

Cadeia de montanhas avistada do centro de Perpignan

Cadeia de montanhas avistada do centro de Perpignan

Encontramos hospedagem a cerca de 1km do centro da cidade e a uma quadra da estação (Gare de Perpignan), de onde saem trens de alta velocidade, além de trens e ônibus regionais. Foi a primeira vez que alugamos um apartamento através do AirBnb e a experiência foi ótima. Reservamos um apartamento de 1 dormitório só para nós. O AirBnB possui também opção de acomodação compartilhada, mas como iríamos ficar bastante tempo, preferimos procurar um local inteiro para nós.

Estação de Trem: Gare de Perpignan

Estação de Trem: Gare de Perpignan

A reserva inicial foi de um mês, mas acabamos estendendo o aluguel por mais dois meses diretamente com o proprietário, o que nos poupou uma boa quantia. A grande vantagem é conseguir apartamentos totalmente mobiliados sem contratos de longa duração, além disso, é possível encontrar acomodações equipadas, o que pra nós, que preparamos em casa todas as nossas comidas, é “quase” essencial. Quase, porque também conseguimos nos virar e cozinhar em quartos de hotel, em estacionamentos e na beira de estradas.
Este apartamento já tinha incluso no preço internet, TV (que foi um bom exercício para ajudar com os estudos de francês), aquecimento, luz e água. Ou seja, não teríamos que nos preocupar com nenhuma outra conta mensal.

A melhor notícia foi saber que todos os ônibus regionais dessa região custam a bagatela de €1,00. Entre outros locais, essas linhas dão acesso às praias do mediterrâneo e às estações de Ski dos Pirineus.

Mapa dos ônibus de 1€

Mapa dos ônibus de 1€

Um serviço muito bacana fornecido pelo conselho geral dos Pirineus Orientais é oferecer 100% de acessibilidade na rede de transporte público. Na prática ele oferecem o transporte adaptado sob demanda ou, como diriam os locais o “transport à la demande”. Para utilizá-lo, as pessoas portadoras de necessidades especiais devem ligar para o telefone fornecido com 1 dia útil de antecedência e o veículo irá buscar o passageiro no local e horário indicado, mesmo tratando-se de um vilarejo isolado e o preço da tarifa é o mesmo 1€. Como se não fosse suficiente, há ainda os trens regionais pelo mesmo preço.

A cidade é compacta, é possível caminhar por todos os lados e aqui também existe um sistema de aluguel de bicicletas, chamado de “Bip!” com estações espalhadas ao redor do centro. Pra facilitar mais ainda, na cidade há duas linhas circulares grátis ao redor do centro, chamado de “P’tit bus” uma delas passando na esquina da nossa rua.

Estações

Estações “Bip!” para retirada de bicicletas em Perpignan

Mapa das linhas P'tit bus

Mapa das linhas P’tit bus

O inverno de Perpignan foi outra bela surpresa, principalmente para quem chegou de Dublin em Dezembro, onde a chuva nunca para e o frio já havia chegado havia algumas semanas.  Aqui encontramos um clima ameno e belos dias inteiros de céu azul. Bares e cafés com mesinhas na rua, algo impensável no inverno da Irlanda.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar
avatar
wpDiscuz