A neve (la neige) em Font-Romeu


Queríamos ver neve, muita neve. Já tínhamos visto neve no chão e neve caindo mas queríamos mais neve!

Ficamos cuidando a previsão de neve dos Pirineus e para este dia a expectativa era grande. Iria nevar a madrugada toda, exatamente o que queríamos.

Saímos de casa para pegar o primeiro ônibus que saía às 6:30hs com previsão de chegada em Font-Romeu às 8:47hs. A linha que usamos foi a 260-Perpignan/Porta, que faz parte das linhas regionais de €1. Este ônibus passa em algumas cidades pelo caminho, como Villefranche e Mont-Louis que nos chamaram muito a atenção e decidimos voltar lá para conhecer quando possível.

Quando o ônibus partiu ainda estava escuro e conforme foi clareando, começamos a enxergar a paisagem. No começo ainda sem neve pois não havíamos subido a montanha, mas para felicidade de todos, logo começamos e ver a predominância do branco pela janela.

De dentro do ônibus

De dentro do ônibus

Subindo a montanha, ainda dentro do ônibus

Subindo a montanha, ainda dentro do ônibus

Segundo o dado histórico, a média de neve acumulada no chão neste dia foi de 71cm, com locais em que chegou à 195cm. Só neste dia caíram 40cm de neve e o lugar estava impressionante.

Visão das montanhas

Visão das montanhas

Passamos pela pista de esqui, mas o objetivo deste dia não era esquiar. Nós queríamos caminhar, correr, brincar na neve e sentir como é passar o dia inteiro na neve.

Estação de esqui

Estação de esqui

Bilheteria do teleférico

Bilheteria do teleférico

O começo foi demais, estávamos emocionados com tudo o que víamos: casas, carros, árvores, caixas de correios, escadarias e para todos os lados que olhávamos estava coberto de neve.

Carro coberto de neve

Carro coberto de neve

DSC_0320

Centro de Font-Romeu

Brincamos muito!

Deitamos no chão, derrubamos neve acumulada das árvores, fizemos bonecos de neve e, no meio da diversão, nós perdemos um celular… ok! a raiva foi controlada para vir depois, pois não íamos estragar este dia.

Brincando na árvores

Brincando na árvores

Deitados num colchão de neve

Deitados num colchão de neve

Enquanto ficamos em movimento tudo certo, mas quando paramos, o frio pegou e resolvemos tomar um cafezinho expresso pra aquecer e voltar ao passeio. Funcionou!

Depois de um dia inteiro passeando na neve, voltamos para pegar o ônibus e retornarmos até Perpignan, porém descobrimos, que dependendo o horário, os ônibus da mesma linha tem o ponto final diferente. Por exemplo, a linha 260 pode ir até Perpignan ou apenas até Prades. Esta informação está disponível no folheto informativo, mas não vimos isso naquele momento e fomos parar em Prades.

Estação de trem em Prades

Estação de trem em Prades

De lá, tínhamos 2 opções: esperar o outro ônibus que iria até Perpignan ou voltar com o trem regional que também custava €1. Já conhecíamos o ônibus, estava frio, então decidimos que poderíamos conhecer o trem e caminhar até a estação para nos aquecer. A estação estava fechada, mas tinha um máquina de autoatendimento para compra dos bilhetes. O trem chegou no horário e fomos para casa.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar
avatar
wpDiscuz