Chegada em Perpignan


Expirado nosso prazo na Irlanda, partimos para a desconhecida Perpignan, França. Mas como acabamos indo parar em Perpignan?

Em primeiro lugar a ideia era ficar na Europa. Como Irlanda e Reino Unido não fazem parte do Tratado de Schengen, acordo de livre circulação entre a maioria dos países europeus do continente, é possível então permanecer 90 dias na Irlanda e 90 dias na área de Schengen e vice-versa.

Acabamos escolhendo a França para os três meses seguintes. Depois de cogitar Marseille, Nice e Bordeaux, ficamos com a pequena e desconhecida Perpignan, bem ao sul, a mil kilometros de Paris, quase na fronteira com a Espanha e pertinho do mar Mediterrâneo e da cadeia de montanhas dos Pirineus.

Localização de Perpignan

Localização de Perpignan

A escolha do local foi simples: qualquer cidade com atrativos e com acomodação barata pelo site Airbnb. A parte dos atrativos logo deixou de ser parâmetro… qualquer lugar da França serve. Encontramos o apartamento em Perpignan, ao lado da estação trem e a cidade é perto do aeroporto de Carcassonne, que tem voos diretos de Dublin.

Muito mais que isso, eles tem uma estação de trem TGV (trem de alta velocidade), com linhas diretas para o centro de Paris, e até para o Aeroporto de Paris.

Nos arredores cidades como: Montpellier, Toulouse, Barcelona, para citar as famosas, além das praias do mar Mediterrâneo e as estações de Ski dos Pirineus.

Centro de Perpignan decorado para o natal

Centro de Perpignan decorado para o natal

Além de termos encontrado uma acomodação acessível via Airbnb, a cidade dá acesso fácil e barato às montanhas, estações de ski, muitas cidades medievais e às praias (que são bonitas, mesmo no inverno).

Pra chegar lá, vindo de Dublin a melhor opção é o voo da Ryanair de Dublin para Carcassonne, cidade a 100km de Perpignan. Na França é muito fácil (mesmo) se locomover de trem entre as cidades, mas nem sempre é uma opção muito barata. Pra nós a melhor alternativa foi alugar um carro para o final de semana, ir até Carcassonne e aproveitar três dias de viagem pela região.

Chegada com vista para as cadeias de montanhas dos Pirineus (ao fundo)

Chegada com vista para as cadeias de montanhas dos Pirineus (ao fundo)

Aeroporto de Carcassonne

Aeroporto de Carcassonne

Sem dar tanta sorte com o carro, como aconteceu outras vezes em Dublin, saímos de Twingo a visitar Carcassonne, Font-Romeu e Gruissan nos três dias seguintes.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar
avatar
wpDiscuz