Dublin Bikes


A cidade de Dublin é considerada umas das mais amigáveis para ciclistas na Europa. Isso eu li em um jornal local, mas deve ser fácil de encontrar essa informação na internet.

O sistema de bicicletas de aluguel foi lançado em 2009, no fim do nosso primeiro ano em Dublin. Foi um sucesso imediato com suas 20 e poucas estações espalhadas pelo centro.

Cada estação tem um terminal eletrônico em que se faz o login e seleciona-se uma bicicleta a ser retirada.

IMG_2750

Terminal para retirada das bikes

Logo depois do lançamento resolvemos nos associar na modalidade anual, melhor opção para moradores. O custo era €10/ano (Hoje são €20/ano), com uso ilimitado. Isso significa que podemos retirar uma bicicleta em qualquer estação, usar por 30 minutos e devolver em qualquer outra estação onde haja vagas, quantas vezes por dia quisermos.

image006

Bicicleta para aluguel

2010 foi um ano de uso intensivo de bicicleta. Havia duas estações próximas de casa e uma na metade do caminho até o trabalho (Hoje há uma na porta de onde morávamos e uma ao lado de onde trabalhava).

A vantagem desse sistema é que, de fato, existem ciclovias por toda a cidade. Além disso as ciclovias não tem buracos ou lixeiras no meio do caminho. Mais ainda, tanto os carros quanto os ônibus respeitam os ciclistas.

IMG_2758

Estação em frente ao Merrion Square Park

Mas o que faz a cidade amigável é a relação entre os ciclistas e motoristas. A regra é andar na pista, à esquerda e no mesmo sentido dos carros, próximo à calçada. Carros e ônibus devem desviar com segurança. Às vezes é preciso entrar no meio da pista para fazer conversões junto com os carros, sem precisar parar em sinaleiras, nesse caso ergue-se o braço e a bicicleta tem preferência para trocar de faixa.

Outros diferenciais são a qualidade das bikes, a manutenção permanente e o baixo índice de vandalismo.

Claro que nem tudo é perfeito, as ciclovias tem descontinuidades, tem parte da pista compartilhada com ônibus, algumas são muito estreitas ou não existem.  Mas isso não impede que se ande de bike por toda a cidade.

Várias ciclovias ocupam metade da calçada de pedestres. Faz sentido, já que muitas vezes sobra espaço.

IMG_2527

Não percebemos, mesmo vendo diversas fotos, que em Dublin não há postes de distribuição de energia elétrica e toneladas de fiação aérea espalhadas por toda a cidade. A distribuição de energia elétrica, na maioria da cidade é subterrânea, deixando a cidade muito mais limpa visualmente e possibilitando mais ciclovias nas calçadas.

IMG_2529

Em setembro de 2010, quando completou um ano, o sistema já começou a ser ampliado e até o final de 2014 serão 102 estações.

IMG_2754

O lado ruim da história:

Depois de tanto falar em bicicleta e até contar a história da compra da minha, fui roubado. Sim, aqui também tem muito roubo de bicicleta, principalmente em Dublin e principalmente no centro.

Eu tinha recém instalado os para-lamas e o bagageiro. Pra piorar, a bike foi furtada de dentro do condomínio. Pra piorar mais ainda, só descobri que havia sido roubado num sábado às 6 da manhã, quando estava indo pegar um trem e iria de bicicleta até a estação.

Agora, antes da próxima bicicleta, vou me preocupar em escolher a melhor trava, que obviamente será também uma das mais caras. Eu já havia sido alertado por um vendedor de uma loja, mas não quis investir muito, porque a bicicleta não valia muito e nunca fica muito tempo na rua. Pelo visto, não era só papo de vendedor.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar
avatar
wpDiscuz