Viagem: No caminho de Cork


Retiramos o carro aqui no centro dessa vez, perto de casa. Saindo no domingo para voltar na terça. Com 3 dias para ir e voltar de Cork, fomos visitando diversas cidades pelo caminho.

Dublin_Cork

Roteiro Dublin – Cork

Wicklow

Aproveitando mais um dia inacreditável de sol na Irlanda, escolhemos a rota por dentro do “Wicklow Mountains National Park”, dentro do condado de Wicklow, ao sul de Dublin. Nossa primeira parada é em Glendalough, uma das vilas mais visitadas da região e considerada um dos locais mais bonitos da Irlanda. Num domingo incrível de céu azul, as estradas e ruas estreitas estão lotadas de carros, mas ninguém está com pressa. A região atrai famílias, aventureiros e também pareceu ser ponto de encontro de motociclistas e colecionadores de carros antigos.

Passamos do centro de visitantes e estacionamos perto da  antiga “Cidade Monástica”, lá pelas nove horas da manhã. A entrada é sob arcos de pedra, que serviam como portal entre as muralhas que cercavam a cidade, separando os monges do mundo exterior. Ali uma pequena placa descreve o local: “Você está entrando agora no antigo monastério de Glendalough, o qual São Kevin fundou no século 6, e que prosperou apesar das invasões e saques sofridos até o século 17…“.

DSC_0262

Glendalough – Igreja de São Kevin

Faz muito frio de manhã, especialmente nas montanhas. Encontramos o orvalho e as teias de aranha ainda congeladas, além da névoa presente onde o sol ainda estava encoberto pelas montanhas. Chegando cedo, especialmente no inverno, ainda é possível contemplar a cidade monástica deserta e silenciosa, como teria sido há séculos atrás.

DSC_0276

Glendalough

O parque tem sua beleza no outono, quando as folhas das árvores já estão trocando de cor. Já havíamos visitado Wicklow em 2009, também no inverno, mas fazendo um trajeto diferente e sem muita sorte com o clima. Do monastério, diferentes trilhas levam ao vale dos lagos (O nome Glendalough vem do irlandês “Gleann Dá Loch” ou “Vale dos Dois Lagos“). Conforme passa o tempo começam a aparecer os grupos de turistas e muitos moradores locais que vem para caminhadas. Pra nós, hora de seguir adiante e conhecer mais das montanhas ao redor.

IMG_0449

Upper Lake – O maior dos lagos em Glendalough

DSC_0303

Wicklow Gap – Um dos vales mais famosos da região

Arklow

De Wicklow em direção a Wexford o caminho é pela costa, com uma visita à pequena cidade de Arklow. Paramos na praia para uma caminhada, mas acabamos desistindo por causa do vento. Na beira da praia só pescadores, cada um com sua barraquinha (fishing shelter), não sei se por causa do sol, chuva, ou vento, mas o primeiro é pouco provável. Nas foto, ao fundo, também dá pra ver os geradores eólicos que alimentam a região de Wicklow, a 10km da orla.

DSC_0345

Praia em Arklow

Wexford

No fim da tarde chegamos na cidade de Wexford, onde passamos a primeira noite no Hotel Talbot. Essa é uma das cidades em que não se acha albergue barato, e como estamos em baixa temporada, hotéis grandes estão em promoção. O quarto é espaçoso e confortável, ótimo para instalar a nossa cozinha móvel. Depois da janta no quarto, saímos para uma volta pela cidade e para procurar dois pubs com cerveja artesanal.

DSC_0354

Wexford – Hotel Talbot

DSC_0360

Wexford – The Sky & the Ground Pub

 

Na manhã seguinte saímos para conhecer um pouco mais da cidade. Encontramos o castelo da foto abaixo. Eu já havia escrito Castelo de Ferrycarrig na legenda, quando resolvi pesquisar um pouco mais e descobri que esse é um erro comum espalhado na internet.

A cidade de Wexford foi fundada pelos Vikings por volta do ano 800D.C. e  depois conquistada pelos Normandos em 1169D.C., que logo construíram um forte para proteção da cidade à margem do Rio Slaney. Esse forte, que ficou conhecido como Castelo de Ferrycarrig, e que acredita-se que tenha sido a primeira fortificação construída pelos Normandos na Irlanda, já não existe mais. Mas como na outra margem do rio ainda existe uma fortificação Normanda do século XV, a chamada "Roche's Tower House", construída para proteção dos ferrys e barcos que cruzavam o rio, muita gente se refere a ela como se fosse o castelo original.

Curiosidades:

1) Essas torres retangulares são conhecidas como "tower houses", comuns na Irlanda e Reino Unido. Tinham fins defensivos, mas também foram usadas como moradia e no fim não há distinção clara entre castelo e "tower house". Ou seja, daria pra nomear a foto como castelo que fica em Ferrycarrig.

2) A cidade de Wexford era dominada pelos Vikings que invadiram e se estabeleceram na Irlanda, mas logo foi conquistada pelos Normandos, que na verdade também eram vikings, só que haviam se estabelecido na França anteriormente.

O importante é que hoje o local é um  parque arborizado, com estacionamento, mesas para piquenique e uma bela vista do Rio Slaney.

DSC_0390

Roches Tower House - Wexford

Rosslare

Rosslare fica uns 20km ao sul de Wexford e é um destino popular de veraneio de quem tem muito dinheiro. Dizem que a cidade é a mais ensolarada do país, o que tem muito valor por aqui. Mas o nome é mais famoso pelo porto que fica logo ao sul. É o principal porto da região e também daqui saem ferrys que levam passageiros para a França e País de Gales.

DSC_0428

Porto de Rosslare

Kilmore Quay

Num pequeno desvio da rota para entrar em Kilmore Quay, onde encontramos as tradicionais cottages da Irlanda, com telhado feito de Palha.

 

 DSC_0440

Cork

Encontramos nosso hostel no centro da cidade e saímos de novo para procurar a cervejaria local, Franciscan Well, que era artesanal mas fez sucesso e já foi comprada por um grupo gigante canadense. A fachada realmente não atrai, mas o prédio tem história - foi originalmente um monastério franciscano instalado no século 13, daí o nome do local. Mas o que realmente justifica uma visita são os mais de 10 tipos de cerveja. Entre elas, numa parceria com a Jameson, uma stout envelhecida em barris de whiskey.  Agora falta conferir o outro lado da parceria, Jameson envelhecido em barris de cerveja stout.

DSC_0452

Cervejaria Franciscan Well

Kinsale

Cumpridos os compromissos em Cork, sobrou um tempinho para uma passada rápida em Kinsale, 30km ao sul. Cidadezinha simpática na costa, cheia de ruelas estreitas e sinuosas, com muitas fachadas coloridas. Originalmente uma vila de pescadores, hoje é um popular destino de férias de turistas irlandeses e estrangeiros.

DSC_0456

Marina em Kinsale

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar
avatar
wpDiscuz