Viagem: West Coast – Castelos, lagos e florestas


Destino: Killarney.

Um dos principais objetivos da viagem é visitar o famoso parque nacional de Killarney e suas montanhas e lagos.

Viajamos de carro novamente. Alugamos pela Europcar o carro mais barato possível, como sempre. Há muitas promoções pela internet e esse carro saiu por €15 a diária. Eles sempre tentam empurrar um upgrade e outros adicionais e geralmente tem-se que pagar um valor extra em torno de €10 por dia para redução da franquia, que é de €1200 ou mais dependendo da locadora, mas como nós temos um outro seguro à parte, não precisamos incluir esse.

Por sorte, o compacto da vez não estava disponível na hora e nos entregaram um Mégane a diesel. Foi uma ótima troca, pois o diesel é mais barato e o carro fez uma média de mais de 20km por litro (o painel marcava autonomia de 1100km).

Na rota escolhida são 330km de Dublin até a cidade de Killarney, nossa base para visitar o parque. Decidimos fazer esse trajeto durante todo o dia, visitando alguns lugares pelo caminho. Basicamente foi um tour por castelos e igrejas medievais.

Castelo de Kilkenny

Desviamos um pouco do que seria a rota mais direta para passar pela cidade medieval (super turística) de Kilkenny pelo caminho. Paramos para uma caminhada pela cidade e uma visita ao castelo medieval do século XIII que “domina a parte alta da cidade”. Além da beleza e grandeza da construção, o conjunto formado às margens do Rio Nore, está rodeado de jardins e parques, o que torna o local ainda mais interessante.

DSC_1098

Jardins do castelo de Kilkenny

Já estamos no outono e as folhas começam a cair, mas (li numa reportagem daqui) pelo clima nublado e chuvoso, a Irlanda raramente tem paisagens como aquelas famosas do Canadá, com as copas das árvores coloridas em diversos tons entre amarelo e vermelho. Esse efeito depende de muita luz do sol.

DSC_1110

Jardins do castelo de Kilkenny

Saindo do castelo pelo parque, chega-se ao rio por uma escadaria que cruza os muros de pedra que rodeiam o castelo. Logo estamos no centro da cidade, que estava toda decorada com as cores do time local de Hurling (esporte irlandês), que viria a ser campeão nacional desse ano.

DSC_1129

Escadaria que cruza os muros de pedra do castelo de Kilkenny

IMG_0236

Centro de Kilkenny

Abaixo um vídeo com os jardins do castelo de Kilkenny e o centro da cidade.

A próxima parada é na Cidade de Cashel. A grande atração da cidade é outro castelo medieval, "The Rock of Cashel". Esse fica no alto de uma colina e pode ser visto da estrada, antes de chegar na cidade.

DSC_1171_cr

O castelo medieval, The Rock of Cashel

Nosso almoço foi nas ruínas da "Hore Abbey" (Abadia), com vista para o castelo. Cashel também é uma cidade muito pequena, que permite uma caminhada tranquila por todo o centro da cidade.

DSC_1177rt

Hore Abbey

DSC_1186

Hore Abbey

No caminho mais um desvio para passar por dentro de Cahir, mais uma cidade cujo grande destaque é... o castelo medieval.

DSC_1202

Cidade de Cahir

DSC_1201

Castelo de Cahir

Abaixo um vídeo com o castelo e abadia de Cashel e o castelo de Cahir.

Chegamos à cidade de Killarney no fim da tarde. Essa também estava pintada com as cores do seu time, Kerry, que também seria campeão nacional naquele dia, mas de outro campeonato, o de Gaelic Football (outro esporte irlandês). Pelo visual da cidade, a cor brilhante das fachadas e pela movimentação de turistas, dá para perceber que a cidade é muito rica, cheia de hotéis, bares e lojas abertas até tarde.

IMG_0300

Killarney noturna

Pelo que percebemos, as cores mais vivas das fachadas (talvez pra compensar o cinza das nuvens) nas pequenas cidades do interior são um bom indicativo da riqueza das cidades e quão turísticas elas são. As mais quietas e remotas são sempre mais opacas, mas não deixam de ter seus atrativos.

A acomodação foi no hostel Paddy Palace, em quarto compartilhado e com cozinha coletiva, o que pra nós é fundamental (enquanto não trouxermos nosso kit camping autossuficiente). Diária de €9 por cama, com café da manhã incluso.

 O domingo foi reservado para um tour por dentro do Parque Nacional. Ver os lagos de Killarney era um objetivo desde 2010, mas acabamos visitando outros lugares e esse destino acabou sendo deixado para depois. Neste dia, saímos cedo para fazer um trecho de cerca de 56km, passando por dentro do parque na ida e voltando pelo "Gap of Dunloe"`, uma estrada mais estreita, que cruza um vale entre as montanhas.

Mapa do trajeto percorrido

Mapa do trajeto percorrido

O caminho pelo parque é todo asfaltado e bem sinalizado. Primeira parada na "MuckRoss House", um casarão histórico, com vista para  imensos jardins (perfeitamente mantidos), lagos e montanhas. Como chegamos cedo e o tempo ainda estava fechado, o casarão escondido na neblina parecia um cenário de filme de terror. Há muitas trilhas no local e ficamos um tempo por lá até o céu abrir e termos uma geral da paisagem do local. Ainda preciso entender como se faz para manter gramados impecáveis como esses.

DSC_1210

MuckRoss House com o tempo fechado, cedo pela manhã

DSC_1251

MuckRoss House com o tempo aberto, já mais próximo ao meio dia

DSC_1232

Vista do lago nos jardins de MuckRoss House

DSC_1257

Jardins de MuckRoss House

Apesar da cerração do início da manhã, o clima do dia foi "unbelievable" (inacreditável, segundo o dono do hostel em que ficamos): céu azul sem nuvens durante todo o dia. Perfeito para curtir as paisagens do parque. São três lagos: Leagh, Upper e Muckross, com diversos pontos de parada pelo caminho e trilhas para caminhada.

DSC_1329

Lagos de Killarney

DSC_1327

Lagos de Killarney

 O caminho de volta já não é tão estruturado, mas as paisagens são ainda melhores. Estradas mais estritas e mais sinuosas entre as montanhas e mais lagos pelo caminho. Aqui já não se veem muitos carros nem infraestrutura em geral.

DSC_1394

Gap of Dunloe

DSC_0007

Gap of Dunloe

Já no final do "Gap of Dunloe", de volta à civilização, uma parada para uma cerveja com vista para as montanhas, calor e céu azul. Talvez uma das últimas chances esse ano.

DSC_0029

Kate Kearneys Pub e Restaurante

Abaixo um vídeo resumo sobre o trajeto deste dia dentro do parque.

 De lá seguimos para o nosso próximo destino: Dingle e os Anéis de Kerry.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar
avatar
wpDiscuz