Villefranche-de-Conflent


Em nosso último passeio à Font-Romeu, nós passamos na estrada por Villefranche-de-Conflent e vimos os muros da cidade, que nos chamou muito a atenção. Decidimos então conhecer este local. Pesquisamos como chegar lá e o que poderíamos conhecer lá.

Tínhamos a opção de ir de ônibus ou trem, os dois saindo da mesma estação e custando só €1 por trecho. Optamos pelo trem, que é sempre mais confortável, e além disso, já conhecíamos o trajeto do ônibus. Pegamos o trem das 8:24hs e percorremos um trajeto de 55 minutos para chegar lá.

Aguardando a chegada do trem na estação de Perpignan

Aguardando a chegada do trem na estação de Perpignan

É muito comum a utilização de bicicletas na França e outros países da Europa, e os trens possuem um local apropriado para transportar as bikes.

Local para bicicletas no trem

Local para bicicletas no trem

A estação de trem de Villefranche não fica dentro das muralhas, mas fica perto. Ao chegarmos, caminhamos por alguns minutos pela estrada até chegar no portão de cidade.

Portões de acesso à cidade

Portões de acesso à cidade

Descobrimos que Villefranche foi fundada em 1092 em uma posição estratégica, como uma sentinela, que precisava ser cruzada entre Cerdagne e Roussillon.

Acabamos chegando “cedo” (para o padrão dos turistas do local) e nem o comércio nem o centro de visitantes estavam abertos. Estava frio o resolvemos caminhar pela cidade.

As ruas da cidade ainda vazias

As ruas da cidade ainda vazias

A cidade possui uma arquitetura robusta e original que chama muito a atenção. Além de conhecer as ruas e construções, durante o nosso passeio, nós visitamos os interior das fortificações e caminhamos no interior  das muralhas. O ingresso custou €4.50 e valeu muito a pena pois o local é lindo.

Fortificações de Villefranche

Fortificações de Villefranche

Fortificações de Villefranche

Fortificações de Villefranche

Fortificações de Villefranche

Fortificações de Villefranche

Depois decidimos sumir caminhando até o Forte Libéria. É possível pagar e acessar o forte pelo portão, que oferece um trajeto mais fácil e a possibilidade de conhecer o interior, mas caminhar pra nós nunca foi um problema. Gostamos da paisagem e geralmente preferimos não pagar vários ingressos no mesmo dia.  Pegamos o caminho alternativo, subindo as trilhas da montanha.

Trilha para o Forte Liberia

Trilha para o Forte Libéria

Subindo para o Forte Ibéria

Subindo para o Forte Libéria

Não entramos no Forte, ficamos somente nos arredores e curtindo a paisagem até a hora de voltar pra estação.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notificar
avatar
wpDiscuz